Esporte e infraestrutura voltam a ser debatidos na Câmara

A 9ª Sessão Ordinária, ocorrida nesta terça-feira (12), na Câmara de Camaçari, contou com diferentes proposições voltadas, principalmente, para as áreas de infraestrutura e esporte.

Uma delas foi a inclusão, no calendário de eventos do município, do Trilhão de Mountain Bike, solicitada pelo vereador Oziel (PSDB), presidente da Casa. Já o vereador Flávio Matos (DEM) solicitou a criação de uma praça poliesportiva em Barra do Jacuípe; e Dentinho do Sindicato (PT) a requalificação do campo de futebol localizado no fim de linha da Gleba E, com a colocação de telas, grama, traves e iluminação.

Ainda se tratando de esportes, foi solicitada pela vereadora Fafá de Senhorinho (DEM) a criação de uma academia pública especial, voltada para pessoas com deficiência. Em sua defesa, a vereadora informou que “o motivo é termos muitas academias ao ar livre, mas nenhuma voltada para as pessoas com deficiência”, disse. Segundo ela, a implantação do equipamento irá ajudar na socialização dessas pessoas, contribuindo na saúde e qualidade de vida delas.

A infraestrutura da cidade também voltou a ser pauta de muitas das indicações dos edis, boa parte pedindo asfaltamento e drenagem das ruas. O vereador Adalto Santos (PSD) foi um dos vereadores que utilizaram do poder das indicações para solicitar obras de pavimentação e drenagem para a Rua 22 do bairro Jardim Limoeiro. Na defesa pelos pedidos em infraestrutura para a cidade, o vereador justificou que o assunto é preocupante. “Estamos vendo a prefeitura asfaltando algumas ruas da cidade, mas pedimos que o prefeito olhe para os bairros mais carentes, para que quem mais precisa”, solicitou.

Na ordem do dia, foi aprovado em primeira discussão e votação um Projeto de Lei que torna de Utilidade Pública a Associação Cultural Birimbau e Arte Brasil, solicitada pelo vereador Gilvan Souza (PR); e um Projeto de Lei de autoria do Executivo Municipal modificando o artigo 52 da Lei Municipal nº 873/2008, para garantir a atualização anual automática do piso salarial do magistério público municipal.

 

Ascom


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*