21/10/2019 às 14h34min - Atualizada em 21/10/2019 às 14h34min

Luan Santana sobre boatos de homossexualidade: "homossexualismo jamais pode ser chamado de ofensa"

Juliana Ribeiro
BNews
Foto: reprodução
Desde que surgiu na mídia, Luan Santana sempre ter que enfrentar muitos boatos sobre a carreira e também da vida pessoal. Entre os assuntos que mais atormentavam o cantor era de que ele seria homossexual. Hoje noivo de Jade Magalhães, com quem tem um relacionamento de mais de 11 anos, o sertanejo decidiu falar das fofocas em entrevista à revista Veja.

"Ah, no começo eu era muito criança. Tudo era novo. Imagine um moleque de 16 e 17 anos tendo de enfrentar maldades. Surgiam comentários, mentiras, e eu chegava em casa passando mal. Falaram muita maldade de mim. Eu me incomodei tanto com os boatos de que eu seria homossexual que comecei a me questionar se me sentava de um jeito muito afetado, sei lá. Saíram boatos na imprensa, na TV. Mas sei que o homossexualismo jamais pode ser chamado de ofensa", contou.

Luan ainda contou sobre a sua primeira vez, que não foi com a atual noiva, apesar de tanto tempo de relacionamento. "Minha primeira experiência sexual não foi com ela, não. Com 16 anos, eu já tinha tido minha primeira namoradinha. Depois, tive algumas “ficantes” — antes e depois da Jade, aliás. Mas a primeira relação dela foi comigo. A gente queria só aproveitar o momento. Eu nunca pensava em casamento. Mas chegou um determinado ponto em que a vi como a mulher da minha vida. Ela é minha parceira, a pessoa que me entende e me conhece como ninguém. É isso que a gente precisa para casar, não é? O relacionamento que eu tenho com a Jade é algo que vai além de sexo: é uma coisa divina. A Jade passou por muitos momentos difíceis comigo. Ela é a pessoa para quem eu olho todos os dias e penso: “Eu achei”.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disponível no Google Play
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com o Jornal