21/10/2019 às 13h05min - Atualizada em 21/10/2019 às 16h03min

Arquiteta brasiliense aposta no trabalho manual

Trabalho manual se destaca em proposta da arquiteta brasiliense

DINO
Ambiente Larissa Dias / Foto Clausem Bonifacio

Valorizarmos o trabalho dos brasileiros, desses verdadeiros artistas, é mais do que uma obrigação, é um prazer, é uma responsabilidade ética, uma responsabilidade moral. É assim que a arquiteta Larissa Dias define a sua paixão pela arte e a presença dela em seus projetos residenciais, comerciais e em grandes mostras. Amante do feito à mão, a profissional defende que o "trabalho manual tem muito valor agregado em cada peça, tem a impressão digital de quem fez, tem sentimento". A dica, preciosa para os amantes de arquitetura e decoração, é também uma reverência às infinitas possibilidades que o artesão brasileiro oferece ao mercado.

À frente de escritório próprio e de uma equipe com mais de uma dezena de profissionais, a arquiteta explora a beleza do único, de valor imensurável e que pode ser visto em telas, tecidos, redes, mobiliário ou em diversos decorativos como vasos de plantas e almofadas, compondo e se destacando em ambientações com diferentes estilos. "Não é uma peça industrializada, é uma peça única e eu acredito que isso enriquece muito um projeto. Eu, como arquiteta e como influenciadora tenho que usar isso de uma forma positiva", explica Larissa.

No seu mais recente projeto em uma mostra, a profissional lançou mão de diversas peças nessa linha hand made. Logo na entrada do espaço, o visitante do Nosso Recanto da CASACOR já confere um redário com peças especiais assinadas da linha Elisa Atheniense Home. Mais à frente, pufes trançados da mesma linha e posicionados embaixo de um lindo aparador produzido com exclusividade pela empresa de móveis rústicos Celsinho Home. A composição ganha ainda mais bossa e beleza com peças como os quadros do projeto Arte Brasil - Um Olhar, que retratam o trabalho e talento brasileiro do artista Beto Pezão, reconhecido por suas esculturas com estrutura de grandes pés, esculpidas inteiramente à mão.

Entre detalhes e surpresas que decoram os 128m² de ambiente, Larissa ainda aposta em vasos, esculturas, colares decorativos e almofadas de fibra, peças que juntas reafirmam o caráter de aconchego do ambiente criado para o descanso e para a acolhida de pessoas em momentos especiais, de diversão e cotidiano em família. Larissa endossa que quando o profissional lança mão de peças especiais e com essa característica que só o artesanato oferece, é possível "agregar valor à arte e ajudar as pessoas explorar isso da melhor forma. É também uma questão de admiração, até porque eu acho que tem muitas pessoas com talentos, com dons, que merecem a oportunidade de serem explorados e a arte é isso, ela só enriquece, complementa e deixa um projeto muito mais interessante, muito mais rico. É uma questão de trabalhar junto".

Para conferir de perto o ambiente e todas as escolhas da profissional, basta ficar atento ao horário de funcionamento da mostra CASACOR. De terça a sexta-feira das 15h às 22h;
sábado, domingo e feriados, das 12h às 22h, na Casa da Manchete, localizada no
Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 1, número 975.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disponível no Google Play
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com o Jornal