08/11/2019 às 11h45min - Atualizada em 09/11/2019 às 01h33min

Ciro Antonio Taques está se preparando com seu treinador, Douglas Lima, para o evento Copa Urso 10° edição

O jiu-jitsu é uma arte marcial que foi desenvolvida no Japão. O principal objetivo é imobilizar o seu adversário através de golpes nas articulações, principalmente braço e tornozelo, e nos estrangulamentos.

DINO

Ciro Antonio Taques está se preparando com seu treinador, Douglas Lima, para o evento Copa Urso 10° edição(CT33). Além de ser experiente no Boxe, Muay Thai e Jiu-jitsu, vem se preparando a longas datas para o tão esperado evento, que reunirá grandes lutadores de todas as artes marciais da cidade de Ponta Grossa e Campos Gerais Paraná.

Com a altura de 1,82 metros e pesando 77 kg estará competindo na categoria vale tudo master. A Copa Urso 10° edição será dia 30 de Novembro de 2019 na Academia CT33 (Av. Monteiro Lobato, 485 - Jardim Carvalho, Ponta Grossa Paraná. O evento será transmitido ao vivo nas redes sociais da CT33.

O Jiu-jitsu é uma arte marcial que foi desenvolvida no Japão. O principal objetivo é imobilizar o seu adversário através de golpes nas articulações, principalmente braço e tornozelo, e nos estrangulamentos.

Uma das principais características do Jiu-jitsu é utilizar a força e o peso do seu próprio adversário contra ele mesmo. Isso possibilita que um combatente bem menor que o seu oponente possa vencê-lo.

Técnicas do Jiu-jitsu

O Jiu-jitsu também é uma luta que se utiliza de muitas técnicas no chão, ou seja, o combate é na maioria disputado com os oponentes em contato permanente com o tatame. A luta pode ser decida com uma imobilização com os lutadores deitados.

Jiu-jitsu no Japão

O Jiu-jitsu chegou a ser tão importante para o governo japonês que foi proibido, com um decreto imperial, de ser ensinado fora do país ou para não descendentes. E quem descumprisse essa lei era severamente penalizado.

Até o surgimento do Judô, o Jiu-jitsu foi a arte marcial mais praticada no Japão. Assim como todas as outras, sofreu com a Era Meiji, em que popularizou no país as armas de fogo em detrimento das lutas.

O jiu-jitsu começou a perder espaço para judô quando a polícia de Tóquio organizou uma disputa entre as maiores escolas das duas artes marciais para saber qual seria ensinada para os oficiais. O judô venceu com uma larga vantagem.

Escolas de Jiu-jitsu

As 10 principais escolas de Jiu-jitsu japonesa são: Araki-ryu, Daito-ryu aiki-jujutsu, Hontai Yoshin-ryu, Sekiguchi Shinshin-ryu, Sosuishitsu-ryu, Takenouchi-ryu, Tatsumi-ryu, Tenjin Shinyo-ryu, Yagyu Shingan Ryu e Yoshin Ryu.

Jiu-jitsu no Brasil

No Brasil, o Jiu-jitsu chegou em 1917 através de Mitsuyo Maeda. O mestre ensinou os conceitos da luta para Carlos Gracie, membro da família de lutadores que difundiu o esporte por todos os cantos do país.

O esporte praticado aqui no Brasil é muito diferente do que o original criado no Japão. Os brasileiros aprimoraram o combate no chão, e o nosso estilo ficou bem mais baseado na técnica do que na força.

As graduações no Jiu-jitsu seguem o seguinte padrão de faixas: Branca, Amarela , Laranja, Verde, Azul, Roxa, Marrom e Preta. Os Dans são da cor preta até a 5ª graduação, passa a ser vermelha e preta nas três próximas e fica toda vermelha nas duas últimas.

Golpes do Jiu-jitsu

Os principais golpes do Jiu-jitsu são: Queda e Triângulo, Omoplata, Mata-Leão, Mão de Vaca, Gravata técnica, Estrangulamentos, Chaves de braço e Armlock.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disponível no Google Play
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com o Jornal