25/10/2019 às 13h23min - Atualizada em 11/11/2019 às 00h00min

Schlumberger anuncia resultados do terceiro trimestre de 2019

Receita mundial de US$ 8,5 bilhões tem aumento sequencial de 3% Receita internacional de US$ 5,6 bilhões tem aumento sequencial de 3% Na América do Norte, receita de US$ 2,8 bilhões tem aumento sequencial de 2% O prejuízo por ação GAAP, incluindo encargos de US$ 8,65 por ação, foi de US$ 8,22 O EPS, excluindo encargos, foi de US$ 0,43, o que representa um aumento sequencial de 23% O fluxo de caixa de operações foi de US$ 1,7 bilhão e o fluxo de caixa livre foi de US$ 1,1 bilhão. A diretoria aprovou um dividendo trimestral em dinheiro de US$ 0,50 por ação

DINO

A Schlumberger Limited (NYSE:SLB) informou hoje os resultados do terceiro trimestre de 2019.

(em milhões, exceto por quantidade de ações)

Três meses encerrados emAlteração
30 de setembro de 201930 de junho de 201930 de setembro de 2018SequencialEm relação ao ano anterior
Receita

US$ 8.541

US$ 8.269

US$ 8.504

3%

 

0%

Lucro (prejuízo) antes dos impostos - base GAAP

US$ (11.971)

US$ 593

US$ 787

n/s

 

n/s

Receita operacional por segmento, antes dos impostos*

US$ 1.096

US$ 968

US$ 1.152

13%

 

-5%

Margem operacional por segmento, antes dos impostos*

12,8%

11,7%

13,5%

113 bps

 

-71 bps

Lucro líquido (prejuízo) - base GAAP

US$ (11.383)

US$ 492

US$ 644

n/s

 

n/s

Lucro líquido, excluindo encargos e créditos*

US$ 596

US$ 492

US$ 644

21%

 

-7%

EPS diluído (prejuízo por ação) - base GAAP

US$ (8,22)

US$ 0,35

US$ 0,46

n/s

 

n/s

EPS diluído, excluindo encargos e créditos*

US$ 0,43

US$ 0,35

US$ 0,46

23%

 

-7%

 

 

 

Receita da América do Norte

US$ 2.850

US$ 2.801

US$ 3.189

2%

 

-11%

Receita internacional

US$ 5.629

US$ 5.463

US$ 5.215

3%

 

8%

 

 

 

Receita da América do Norte, excluindo Cameron

US$ 2.261

US$ 2.201

US$ 2.545

3%

 

-11%

Receita internacional, excluindo Cameron

US$ 4.857

US$ 4.708

US$ 4.502

3%

 

8%

*Estas são medidas financeiras não GAAP. Consulte as seções intituladas “Encargos e créditos” e “Segmentos” para obter detalhes.
n/s = não significativo

O diretor executivo da Schlumberger, Olivier Le Peuch, comentou: “Encerramos o terceiro trimestre com receita de US$ 8,5 bilhões, um aumento sequencial de 3%, enquanto a receita operacional por segmento, antes dos impostos, de US$ 1,1 bilhão aumentou 13%. Estou satisfeito com os resultados e orgulhoso do desempenho da equipe. A atividade internacional sustentada impulsionou o crescimento geral, apesar dos resultados mistos na América do Norte. Os negócios na América do Norte registraram fortes vendas no exterior com um crescimento mínimo em terra devidoàdesaceleração da atividade eàfraqueza adicional dos preços. O EPS no terceiro trimestre de US$ 0,43, excluindo encargos, foi 23% superior ao segundo trimestre.

“O crescimento internacional sequencial foi liderado pela área Europa/CEI/África, onde a receita aumentou 9% sequencialmente, impulsionada pelo pico da atividade de verão no Hemisfério Norte, além do início de novos projetos na África. A receita internacional também foi impulsionada pelo crescimento de dois dígitos na Ásia. A receita da América Latina caiu 9% sequencialmente devidoàmenor atividade na Argentina e no México. Excluindo Cameron, a receita internacional do terceiro trimestre aumentou 8% em relação ao ano anterior, mantendo-se alinhada às nossas expectativas de alto crescimento internacional de um dígito. À medida que entramos no quarto trimestre, a atividade internacional será afetada pela desaceleração habitual do inverno, principalmente no Hemisfério Norte.

“Na América do Norte, a receita marítima cresceu sequencialmente devido ao aumento nas vendas de licenças sísmicas multiclientes da WesternGeco®. A receita terrestre foi um pouco maior, pois um aumento modesto da atividade da OneStim® foi compensado pelos preços mais baixos, enquanto a receita da perfuração da terra foi essencialmente estável, apesar do menor número de plataformas. À medida que saímos do trimestre, a atividade da OneStim desacelerou, pois os programas de fraturamento foram adiados ou cancelados devido a restrições de orçamento e fluxo de caixa do cliente.

“Por segmento de negócios, o crescimento sequencial do terceiro trimestre foi liderado por um aumento de 6% na receita na Caracterização de Reservatórios devido ao pico das campanhas de verão, principalmente no Hemisfério Norte. A receita da Cameron aumentou 3% sequencialmente devido a maiores vendas do OneSubsea®, Surface Systems e Drilling Systems, principalmente nos mercados internacionais. As receitas de perfuração e produção aumentaram 2% sequencialmente no crescimento internacional e desaceleraram as atividades na América do Norte.

“Os resultados deste trimestre refletiram um ambiente macro de desaceleração da taxa de crescimento da produção em terra na América do Norte, uma vez que os operadores mantiveram a disciplina de capital, reduzindo a atividade de perfuração e fraturamento. Nosso crescimento de receita internacional de um dígito no ano continua sendo sustentado pelos níveis de investimento internacional. A incerteza do mercado, no entanto, está pesando nas perspectivas futuras da demanda de petróleo em um clima em que as preocupações comerciais são vistas como um desafio ao crescimento econômico global.

“Os resultados do terceiro trimestre refletem um encargo antes dos impostos de US$ 12,7 bilhões, impulsionado pelas condições do mercado. Esse encargo é quase totalmente não monetário e refere-se principalmente a fundos de comércio, ativos intangíveis e fixos.

“No mês passado, apresentamos quatro elementos principais de nossa nova estratégia: liderar e impulsionar a transformação digital; desenvolver soluções adequadas para a bacia; capturar valor do impacto no desempenho para nossos clientes; e promover a administração de capital. O último envolve alocação mais rigorosa de investimentos e uma revisão estratégica de nosso portfólio, principalmente na América do Norte, de acordo com atributos adequados para a bacia, desempenho do cliente e retorno do investimento.

“Já começamos bem o digital. Apresentamos nossa visão do futuro setor de E&P a 800 clientes e parceiros no SIS Global Forum 2019. Estamos comprometidos com um ambiente digital aberto que desbloqueia o desempenho do cliente. Um elemento facilitador é o ambiente de E&P cognitivo DELFI*, que agora apresenta um conjunto de aplicativos nativos da nuvem que abrange os domínios de E&P da exploraçãoàprodução, incluindo as soluções ExplorePlan*, DrillPlan*, DrillOps*, FDPlan* e ProdOps*.

“À medida que avançamos, nossa visão é definir e impulsionar o alto desempenho. Simplificando, queremos ser o parceiro de desempenho preferido para o benefício de nossos clientes e do nosso setor. Apoiada nos elementos de nossa estratégia, a Schlumberger está em uma posição favorável para alcançar uma expansão de margem superior, maior retorno sobre capital e crescimento no fluxo de caixa livre.”

Demais eventos

Em conexão com a preparação de suas demonstrações financeiras do terceiro trimestre, a Schlumberger registrou um encargo antes dos impostos de US$ 12,7 bilhões, relacionado principalmente com o desinvestimento de fundo de comércio, ativos intangíveis e fixos. Consulte as seções intituladas “Encargos e créditos” e “Informações suplementares” (itens 13 e 14) para obter detalhes.

Durante o trimestre, a Schlumberger efetuou a recompra de 2,2 milhões de ações ordinárias a um preço médio de US$ 36,64 por ação, totalizando um preço de compra de US$ 79 milhões.

Em setembro, a Schlumberger emitiu 500 milhões de euros em notas de 0,00% com vencimento em 2024, 500 milhões de euros em notas de 0,25% com vencimento em 2027 e 500 milhões de euros em notas de 0,50% com vencimento em 2031. Essas notas foram posteriormente trocadas por dólares norte-americanos com uma taxa de juros média ponderada de 2,52%.

Durante o mês de setembro, a Schlumberger recomprou US$ 783 milhões em suas notas em circulação de 3,000% com vencimento em 2020 e US$ 321 milhões em suas notas em circulação de 3,625% com vencimento em 2022.

Em 2 de outubro de 2019, a Schlumberger e a Rockwell Automation anunciaram o fechamento de sua joint venture anteriormente anunciada, a Sensia, a primeira fornecedora de soluções de automação integrada digitalmente habilitada do setor de petróleo e gás. A Rockwell Automation tem 53% da joint venture e a Schlumberger, 47%. No fechamento, a Rockwell Automation fez um pagamento em dinheiro de US$ 250 milhõesàSchlumberger.

Em 17 de outubro de 2019, o Conselho de Administração da Schlumberger aprovou um dividendo trimestral em dinheiro de US$ 0,50 por ação das ações ordinárias em circulação, a pagar em 10 de janeiro de 2020 para acionistas com registro em 4 de dezembro de 2019.

Receita consolidada por área

(em milhões)
Três meses encerrados emAlteração
30 de setembro de 201930 de junho de 201930 de setembro de 2018SequencialEm relação ao ano anterior
América do Norte

US$ 2.850

US$ 2.801

US$ 3.189

2%

 

-11%

América Latina

1.014

1.115

978

-9%

 

4%

Europa/CEI/África

2,062

1,896

1.820

9%

 

13%

Oriente Médio e Ásia

2.553

2.452

2.417

4%

 

6%

Outros

62

5

100

n/s

 

n/s

US$ 8.541

US$ 8.269

US$ 8.504

3%

 

0%

 

 

 

Receita da América do Norte

US$ 2.850

US$ 2.801

US$ 3.189

2%

 

-11%

Receita internacional

US$ 5.629

US$ 5.463

US$ 5.215

3%

 

8%

 

 

 

Receita da América do Norte, excluindo Cameron

US$ 2.261

US$ 2.201

US$ 2.545

3%

 

-11%

Receita internacional, excluindo Cameron

US$ 4.857

US$ 4.708

US$ 4.502

3%

 

8%

 
n/s = não significativo
Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual.

A receita do terceiro trimestre, de US$ 8,5 bilhões, aumentou 3% sequencialmente. A receita da América do Norte de US$ 2,8 bilhões aumentou 2%, enquanto a receita internacional de US$ 5,6 bilhões aumentou 3%.

América do Norte

A receita consolidada da área da América do Norte de US$ 2,8 bilhões foi 2% maior sequencialmente. Isso foi impulsionado pelas vendas de licenças sísmicas multiclientes da WesternGeco e pelo aumento da atividade offshore de perfuração e estimulação que beneficiou as linhas de produtos de Drilling & Measurements, Completions e Well Services. A receita terrestre foi um pouco maior, pois um aumento modesto na atividade da OneStim foi parcialmente compensado por preços mais baixos. A receita de perfuração de terra foi praticamente estável, pois nossa abordagem de acessoàtecnologia adequada para a bacia para vendas e arrendamentos de equipamentos de perfuração ajudou a compensar o declínio na atividade de perfuração devido ao menor número de plataformas. À medida que saímos do trimestre, a atividade da OneStim desacelerou, pois os programas de fraturamento foram adiados ou cancelados devido a restrições de orçamento e fluxo de caixa do cliente, adicionando incerteza ao quarto trimestre.

Internacional

A receita consolidada na área da América Latina de US$ 1,0 bilhão diminuiu 9% sequencialmente. Isso ocorreu principalmente devidoàmenor receita no geomercado do sul da América Latina, com as vendas mais baixas da Cameron Drilling Systems e a atividade de projetos de gerenciamento de produção da Schlumberger (Schlumberger Production Management, SPM) e Well Services na Argentina. A receita no geomercado do México e América Central também diminuiu devidoàatividade reduzida dos Serviços Integrados de Perfuração (Integrated Drilling Services, IDS) em terra e menor atividade de exploração de empresa petrolífera internacional (International Oil Company, IOC) no exterior. No geomercado do norte da América Latina, a receita foi impulsionada pela maior atividade de SPM e pelo aumento da produção, principalmente no Equador. No entanto, recentes paralisações da produção no Equador devido a distúrbios civis em andamento podem impactar potencialmente nossa receita no quarto trimestre.

A receita consolidada da área Europa/CEI/África de US$ 2,0 bilhões aumentou 9% sequencialmente. Isso foi impulsionado pelo pico nas campanhas de atividades de verão no geomercado da Rússia e Ásia Central e no Mar do Norte e pelo início de novos projetos nos geomercados da África Subsaariana e do Norte da África. O crescimento na Rússia beneficiou principalmente Wireline, Drilling & Measurements e Well Services. O crescimento no Mar do Norte decorreu principalmente do trabalho de estimulação de Well Services mais alto e da atividade de exploração de Wireline mais forte na Noruega. A receita aumentou no geomercado da África Subsaarianaàmedida que o número de plataformas aumentou, a atividade de intervenção de poços aumentou e começaram novos projetos de perfuração integrados. A receita da Cameron foi maior na área devido ao aumento das vendas de equipamentos OneSubsea e Surface Systems, principalmente nos geomercados do Reino Unido, Europa Continental e África Subsaariana.

A receita consolidada na região do Oriente Médio e Ásia de US$ 2,6 bilhões aumentou 4% sequencialmente. Isso aconteceu devido ao crescimento de dois dígitos na Ásia, principalmente na China, Austrália e Índia. O crescimento na China foi impulsionado principalmente pelo aumento da atividade de perfuração e exploração, além das vendas de equipamentos; a Austrália se beneficiou da maior atividade de perfuração offshore e das vendas de Soluções Integradas de Software (SIS) em uma implantação de ambiente DELFI em toda a empresa; e a Índia aumentou devidoàmaior atividade de Gerenciamento Integrado de Serviços (Integrated Services Management, ISM). No Oriente Médio, as receitas no geomercado da Arábia Saudita e do Bahrein aumentaram com a maior atividade de fraturamento e as vendas de equipamentos Cameron, parcialmente compensadas pela menor atividade de perfuração. No geomercado do Oriente Médio Oriente, a receita foi menor devidoàatividade reduzida de IDS no Iraque.

Caracterização de Reservatórios

(em milhões)
Três meses encerrados emAlteração

30 de setembro de 2019

30 de junho de 2019

30 de setembro de 2018

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

US$ 1.651

US$ 1.558

US$ 1.587

6%

 

4%

Lucro operacional antes dos impostos

US$ 360

US$ 317

US$ 361

14%

 

0%

Margem operacional antes dos impostos

21,8%

20,3%

22,7%

149 bps

 

-90 bps

Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual.

A receita de Caracterização de reservatórios de US$ 1,7 bilhão, dos quais 82% vieram dos mercados internacionais, aumentou 6% sequencialmente devido ao pico das campanhas de atividades de verão. O crescimento foi liderado pela atividade de Wireline na Rússia, na China, offshore, e na Austrália e pelo aumento da atividade do projeto de ISM na Índia. O aumento na receita de Caracterização de Reservatórios também foi impulsionado pelas maiores vendas de licenças sísmicas multicliente WesternGeco na América do Norte, em terra e offshore.

A margem operacional antes dos impostos da Caracterização de Reservatórios de 22% foi 149 pontos de base (bps) maior sequencialmente devido ao pico da campanha de verão de Wireline e ao aumento nas vendas de licenças sísmicas multiclientes da WesternGeco.

Perfuração

(em milhões)
Três meses encerrados emAlteração

30 de setembro de 2019

30 de junho de 2019

30 de setembro de 2018

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

US$ 2.470

US$ 2.421

US$ 2.429

2%

 

2%

Lucro operacional antes dos impostos

US$ 305

US$ 300

US$ 339

2%

 

-10%

Margem operacional antes dos impostos

12,4%

12,4%

14,0%

-5 bps

 

-161 bps

A receita de perfurações de US$ 2,5 bilhões, dos quais 75% vieram dos mercados internacionais, apresentou um aumento sequencial de 2%. Uma atividade internacional mais forte foi liderada por um desempenho robusto na Rússia a partir do pico nas campanhas de perfuração de verão, e uma maior atividade de perfuração na China e na Austrália também contribuiu para o crescimento sequencial. Esse crescimento, no entanto, foi parcialmente compensado pela redução de perfuração na Arábia Saudita. Embora a atividade de perfuração de xisto em terra na América do Norte tenha sido impactada pelo menor número de plataformas terrestres nos EUA, nossa abordagem de acessoàtecnologia adequada para a bacia para vendas e arrendamentos de equipamentos de perfuração compensou o declínio da receita. Perfurações e medições impulsionaram o crescimento internacional em todos os geomercados liderados pela Rússia e Ásia Central. A receita de IDS foi menor sequencialmente devidoàatividade em terra reduzida no México, Arábia Saudita e Iraque.

A margem operacional de perfuração antes de impostos de 12% ficou essencialmente estável sequencialmente, enquanto as melhorias de margem para perfuração e medições foram compensadas por margens menores de projetos de IDS e M-I SWACO na região do Oriente Médio.

Produção

(em milhões)
Três meses encerrados emAlteração

30 de setembro de 2019

30 de junho de 2019

30 de setembro de 2018

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

US$ 3.153

US$ 3.077

US$ 3.249

2%

 

-3%

Lucro operacional antes dos impostos

US$288

US$ 235

US$ 320

22%

 

-10%

Margem operacional antes dos impostos

9,1%

7,6%

9,9%

148 bps

 

-72 bps

A receita do grupo de produção de US$ 3.2 bilhões, dos quais 55% vieram dos mercados internacionais, apresentou um aumento sequencial de 2%. Isso foi impulsionado principalmente pela maior atividade internacional para Completions nos geomercados do extremo Oriente da Ásia e Austrália, Rússia e Ásia Central e África Subsaariana. A receita de Well Services e Completions também foi maior na Arábia Saudita e na Rússia, mas foi parcialmente compensada pela atividade reduzida na Argentina. As Artificial Lift Solutions foram maiores em terra na América do Norte, norte da África, Equador e Europa. Em terra na América do Norte, a receita do OneStim ficou essencialmente estável, pois a atividade cresceu um pouco, compensada por preços mais baixos. À medida que saímos do trimestre, a atividade da OneStim desacelerou, pois os programas de fraturamento foram adiados ou cancelados devido a restrições de orçamento e fluxo de caixa do cliente, adicionando incerteza ao quarto trimestre.

A margem operacional de produção antes dos impostos de 9% aumentou 148 bps sequencialmente, em grande parte devidoàmelhoria das margens internacionais devidoàmaior atividade. Além disso, a redução nas despesas de depreciação e amortização como resultado dos encargos de depreciação do terceiro trimestre de 2019 representaram pouco menos da metade da melhoria sequencial da margem.

Cameron

(em milhões)
Três meses encerrados emAlteração

30 de setembro de 2019

30 de junho de 2019

30 de setembro de 2018

Sequencial

Em relação ao ano anterior

Receita

US$ 1.363

US$ 1.328

US$ 1.386

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disponível no Google Play
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com o Jornal