14/02/2020 às 10h02min - Atualizada em 14/02/2020 às 14h51min

Startup apresenta solução que pode reduzir em até 30% o valor do frete de cargas fracionadas

Empresa permite que embarcadores acessem milhares de transportadoras em “cotações relâmpago” para solucionar a dificuldade em encontrar as melhores opções para cargas fracionadas.

DINO
http://www.trugghub.com
Equipe da Startup discute ações para 2020

Um dos maiores gargalos do setor produtivo é a logística. Estradas esburacadas, pedágios com preços exagerados e o combustível encarecem a operação. Um estudo realizado pela Fundação Dom Cabral revela que o somatório dos custos logísticos incorridos pelas empresas corresponde a 12,37% do faturamento bruto das mesmas. No Brasil o custo da mercadoria transportada é de 21% enquanto no mercado internacional é de 5%.

Com objetivo de trazer uma solução para este problema, a startup TruggHub apresentou ao mercado uma solução que pode reduzir em até 30% o valor do frete fracionado, utilizando a tecnologia como ferramenta em um novo mercado que movimentou R$ 100 milhões em 2019.

A empresa desenvolveu um aplicativo que ajuda o embarcador a identificar as melhores opções de transportadoras ou motoristas autônomos para a sua necessidade específica de carga. O sistema já conta com uma frota virtal com mais de 65 mil veículos cadastrados, que podem ser localizados, disponibilizados e acompanhados em tempo real.

Como funciona

A história se repete em praticamente toda empresa que precisa fazer a entrega de seus produtos em porções menores para cada estabelecimento comprador, as chamadas “cargas fracionadas”. Como todo dia o volume e as características das cargas variam, pois são montadas conforme os pedidos vão entrando, é preciso ficar o tempo todo consultando os destinos e os valores de frete que as transportadoras disponibilizam para cada necessidade de entrega que surge.

Isso significa que um funcionário precisa pedir dezenas de cotações por dia, o que normalmente é feito por telefone ou e-mail. Essa rotina, além de pouco produtiva, não permite às empresas embarcadoras uma boa estratégia logística, pois sempre acabam consultando as mesmas transportadoras, sem realizar uma expressiva pesquisa de preço para saber quais são mais competitivas em determinadas rotas, num determinado momento.

Segundo estudos da Fundação Dom Cabral, no Brasil o transporte de cargas por caminhões representa 82% das cargas transportadas (exceto grãos e minério), sendo indispensável para as empresas embarcadoras adotarem ações de controle e redução dos custos de frete, uma vez que o modal rodoviário vem apresentando significativo aumento de custos por conta do preço do diesel, pedágios, custos de reposição de peças, entre outros fatores.

Mudar essa realidade é o propósito da TruggHub, que denomina seu modelo de negócio como uma “Transportadora Digital”. Sua proposta para mudar a rotina dos embarcadores de cargas fracionadas é permitir que a cotação de preços de frete ocorra de forma automatizada e muito rápida, atendendo às expectativas de prazo dos embarcadores e aumentando a abrangência de participação das transportadoras, de maneira que as contratantes possam ter centenas de opções de frete para cada carga contratada dia a dia.

Isso é possível com a mudança do fluxo de solicitação de propostas que os embarcadores utilizam. Ou seja, ao invés de um funcionário da empresa que está contratando o frete ligar para uma transportadora atrás da outra pedindo cotações, ele apenas irá publicar a sua demanda de carga, informando as características dos volumes, origem e destino, prazo de entrega desejável e pronto! Seu pedido de cotação será distribuído para centenas de transportadoras (ou mesmo caminhoneiros autônomos, se quiser) aptos a atender aquela demanda, considerando cobertura de rota, tipo de caminhão e de carroceria e, principalmente, disponibilidade para entregar no prazo.

Outra lacuna preenchida pela startup é a redução do tempo de espera nas cotações, que é um grande problema para os embarcadores, pois alguns precisam confirmar o preço do frete antes de fechar o negócio com seus clientes. “Resolvemos essa questão estabelecendo um tempo de duração para a sessão de cotação on-line” explica o CEO da TruggHub, Alexandre Coelho. “Em geral esse tempo é de 30 minutos, que é um período adequado para as cargas mais comuns, porém isso pode ser configurado conforme a complexidade da carga contratada ou do destino escolhido. Para conseguir transportar uma máquina pesada de São Paulo para Belém do Pará, por exemplo, é preciso aumentar o prazo para algumas horas, de modo a permitir ao algoritmo de inteligência artificial encontrar mais opções e alcançar transportadoras e oportunidades de frete mais difíceis de achar.”

Neste modelo, o esforço e o tempo despendido é significativamente menor do que colocar um funcionário tentando descobrir essas opções por conta própria. Porém, o grande benefício é mesmo a desejada redução do custo logístico.

Como explica o CEO “o primeiro ganho é o de produtividade.

Algumas empresas precisam manter três, quatro ou dez funcionários trabalhando em cotações todos os dias, afinal o valor do frete é determinante para a competitividade da empresa, pois de alguma forma esse valor será repassado para o preço final do produto. Então, conseguir bons valores de frete é estratégico.

Compliance.

As empresas passam a ter mais controle sobre as cotações e estimulam a competição leal entre seus fornecedores de serviços de transporte. Além disso, o sistema valida os valores cobrados na fatura com os valores lançados nas cotações, gerando automaticamente a previsão de despesa. Isso torna os critérios de escolha mais objetivos e deixa menos espaço para fraudes.

Outro grande benefício é a redução efetiva do custo do frete, sem ter que “arrochar” o seu fornecedor, pois o que nosso modelo permite é que o embarcador encontre o fornecedor otimizado para um determinado tipo de carga, em uma determinada rota, em uma determinada situação, aproveitando um frete de retorno ou espaço ocioso no baú.

Essa otimização se dá pelas características da frota, pela especialização em determinados tipos de transporte e por outros fatores circunstanciais que só podemos descobrir checando na hora em que realizamos a cotação.” “Aliás”, reforça Alexandre “O que difere a carga fracionada da carga completa é justamente essa circunstancialidade, que torna a carga fracionada desafiadora para os novos modelos digitais, pois um e-commerce, por exemplo, não sabe exatamente o que precisará embarcar amanhã, pois isso vai depender do que foi vendido hoje.

A empresa pode ter vendido dois ou três micro-ondas ou ter vendido dois freezers e uma televisão 72 polegadas… as características de alocação destes produtos num veículo são totalmente diferentes.”

Mas há outros ganhos na adoção deste modelo, os quais já são oferecidos por expoentes da digitalização do transporte de cargas como a CargoX e a TruckPad, mas que pela primeira vez ficam disponíveis para embarcadores de carga fracionada: o rating do fornecedor e o rastreamento da carga em tempo real.

Com o rating os fornecedores são o tempo todo avaliados pelas famosas “estrelinhas”, como no Uber, sempre que fazem o embarque e o desembarque das cargas. Deste modo, comportamentos inadequados podem ser detectados e corrigidos, bem como é possível escolher os fornecedores a partir de seu histórico de atuação. Tudo é registrado no sistema.

E vale ressaltar que por ser uma plataforma controlada, todos os motoristas cadastrados, bem como as empresas transportadoras e até mesmo os embarcadores, passam por um rigoroso processo de verificação (chamado de Background-Check) para evitar fraudes e aumentar a segurança dos participantes da rede. Já o rastreamento em tempo real é disponibilizado pelo GPS no aplicativo de celular da TruggHub, mas também pode ser integrado com outros sistemas de rastreamento já disponíveis no veículo.

Além de acompanhar o motorista durante a viagem, o GPS ajuda a tornar mais preciso o horário de coleta e a estimativa de entrega, deixando todos mais bem informados sobre o posicionamento da carga, pois a informação fica disponível para o interessado autorizado a consumi-la, via web.

Apesar de ter inaugurado suas operações como Transportadora Digital apenas em abril de 2019, a TruggHub já opera com mais de 300 empresas transportadoras e embarcadoras em sua base, contando com mais de 60 mil motoristas cadastrados, tendo registrado mais de 12 mil viagens e 54 milhões de reais em fretes.

Especialistas têm mencionado que estamos vivendo um momento de ruptura no mercado de transportes no Brasil. A "Uberização" do transporte para cargas completas já é uma realidade e grandes embarcadores como Unilever e Ambev já decidiram realizar essa mudança.

Porém, para cargas fracionadas as soluções inovadoras ainda estão em formação e o modelo da TruggHub parece ser um ótimo candidato a se tornar líder desse mercado. Como disse o CEO da empresa. “Já temos muitos players brigando pela carga completa, nós, ao contrário, estamos concentrados em resolver o problema das cargas fracionadas, que exige um outro modelo de pensamento inovativo para ser resolvido, disse.



Website: http://www.trugghub.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disponível no Google Play
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com o Jornal